Registo de residência em Espanha: regime de “padron

0
80

Comprovativo de residência em Espanha: Padron espanhol

A legislação espanhola exige que todas as pessoas que residem (mesmo ilegalmente) em Espanha, independentemente da sua nacionalidade, devem registar a sua residência junto da administração local onde vivem. Existe um processo para registar o seu endereço de residência em Espanha, independentemente do seu estatuto legal. O tema de hoje é a análise dos documentos necessários para registar a sua residência e o que deve procurar.

Espanhol “Empadronamiento”

O registo do endereço de residência é um pedido muito comum. Qualquer estrangeiro que chegue a Espanha tem de registar a sua residência (“empadronarse” em espanhol). O objectivo desta formalidade é registar o seu endereço pessoal numa repartição pública, para que o governo saiba onde vive. Uma vez efectuado o registo, será emitido um certificado de residência (em espanhol “certificado de empadronamiento” ou simplesmente “padrón”) pelos funcionários do governo. Este certificado é utilizado para obter autorizações de residência, cartões de saúde, escolaridade para os filhos, etc. em Espanha.

O objectivo de uma autorização de residência é provar que a pessoa viveu em Espanha durante um determinado período de tempo, pelo que é importante registar a autorização de residência, quer resida ou não legalmente em Espanha.

Nota: As pessoas sem autorização de residência (que se encontram ilegalmente em Sapin) também podem registar-se e não têm de ter medo de serem denunciadas pelas autoridades.

Documentos necessários para registar o seu endereço

O único requisito para registar a sua casa é ter um endereço onde se possa registar. O endereço registado pode ser próprio ou alugado. Eis o que é necessário para registar a sua habitação.

  1. Passaporte ou cartão de residência. Um deles é suficiente. Se tiver uma autorização de residência, deve utilizar o registo de residência.
  1. se for proprietário da casa, deve apresentar o registo escritura de propriedade. Se estiver alugado, um contrato de habitação é necessário. Se pedir emprestada a casa de outra pessoa, precisa de uma carta de autorização do proprietário ou do inquilino da casa. A autorização deve ser assinada pelo proprietário ou pelo inquilino.

Cada município tem as suas próprias regras e pode exigir:

  1. uma cópia da factura dos últimos meses de fornecimento de água ou electricidade para provar que a casa não está vazia e para verificar se o nome que consta da factura corresponde ao do proprietário ou do inquilino
  2. se a casa for arrendada, uma cópia do cartão de identidade do senhorio.

Notas sobre o registo do seu endereço

  1. A primeira vez que registar a sua casa num local, tem de o fazer pessoalmente. Se for menor de idade e quiser registar a sua casa, terá de ser acompanhado por um dos pais ou por um tutor.
  1. O certificado de residência (padron) é válido por 3 meses. Depois de expirada a data de validade, pode voltar a requerer o certificado quantas vezes quiser. Todos os direitos reservados.
  1. Não é cobrada qualquer taxa pelo registo do seu endereço.
  1. O padron pode ser utilizado para uma vasta gama de fins, para além dos já referidos pedidos de residência, cartões médicos, escolaridade dos filhos, etc. Uma das utilizações mais importantes é provar que viveu em Espanha durante 3 anos quando solicita uma autorização de residência.

Nota: Os estrangeiros que não têm residência permanente em Espanha são obrigados por lei a renovar o seu registo de residência de dois em dois anos. Se a pessoa não renovar o registo de residência, este será anulado pelas autoridades locais.

Posso cancelar o registo se não viver na casa?

As autoridades espanholas não verificam se uma pessoa está efectivamente a viver numa casa, pelo que, se uma pessoa sair de casa, o município não anulará o registo, a não ser que a pessoa esteja registada noutro local. Naturalmente, se a pessoa não for proprietária da casa e não tiver o direito de nela viver, o senhorio pode solicitar às autoridades locais o cancelamento do registo da pessoa que não vive na casa. Isto acontece geralmente quando o senhorio pretende cancelar o registo de um inquilino que saiu de casa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here