Rejeição do visto de estudante

0
82

Existem vários motivos para recusar a residência de um estudante, mas a maioria deve-se à falta de meios financeiros, a uma baixa taxa de aprovação, à incapacidade de prosseguir ou de obter um diploma superior, etc.

Independentemente do motivo da recusa, a Lei do Procedimento Administrativo espanhola prevê a possibilidade de recurso contra a decisão administrativa das autoridades de imigração. Em caso de recusa de residência, existem duas formas de recurso.

Se não quiser recorrer ou se o seu recurso não for bem sucedido, terá de voltar a candidatar-se.

Posso voltar a candidatar-me depois de a minha residência ter sido recusada?

Recursos administrativos

Este tipo de recurso administrativo é uma forma de fazer com que o examinador de imigração volte a analisar o pedido. É por isso que, por defeito, durante o processo de recurso, o funcionário dos serviços de imigração apenas verifica os documentos apresentados anteriormente e, salvo circunstâncias excepcionais, se o requerente apresentar novos documentos, estes não serão aceites. Isto deve-se ao facto de um recurso ser um recurso contra uma decisão do Serviço de Imigração para que o pedido da pessoa seja reexaminado pelo mesmo.

Esta situação, a menos que se trate de um erro claro por parte do Serviço de Imigração, tem geralmente poucas probabilidades de ser aceite. Isto deve-se ao facto de o recurso ser aprovado pelo mesmo funcionário dos serviços de imigração. Uma vez que já lhe foi recusado anteriormente, geralmente não é aceite, a não ser que tenha argumentos muito fortes.

Por exemplo, um estudante a quem tenha sido recusado um visto por não ter prosseguido um curso superior (por exemplo, frequentar uma escola de línguas depois de ter obtido um diploma de bacharelato) terá um caso mais fraco para argumentar com as autoridades de imigração. Isto deve-se ao facto de a maioria das orientações das autoridades de imigração dizerem que, se não prosseguir um curso superior, o visto não será renovado.

Em contrapartida, se o motivo for a falta de prova de meios financeiros suficientes, pode insistir, durante o processo de recurso, que as suas poupanças são suficientes ou apresentar uma nova declaração de remessas parentais, etc.

Dispõe de um mês a contar da data de recepção da carta de recusa para apresentar um recurso administrativo. É importante que identifique e justifique cuidadosamente os motivos da recusa.

O prazo de aprovação é de cerca de 3 a 6 meses.

Recurso judicial:

A segunda via é o recurso judicial, que consiste num pedido de anulação da decisão administrativa das autoridades de imigração através dos tribunais. Este processo pode demorar alguns meses ou mais de um ano.

Se a pessoa em causa não dispuser de meios para o fazer, pode solicitar um advogado gratuito.

Regra geral, é interposto primeiro um recurso administrativo e, em caso de insucesso, um recurso judicial. Naturalmente, se considerar que tem poucas hipóteses de ganhar um recurso administrativo, pode também interpor directamente um recurso judicial.

Nota: Se o recurso judicial não for bem sucedido e for rejeitado, o tribunal pode atribuir as custas ao recorrente. Mesmo que o recurso não tenha êxito, existe a possibilidade de recorrer novamente para a segunda instância. Em contrapartida, se o recurso for julgado procedente, as autoridades responsáveis pela imigração têm a possibilidade de prosseguir o recurso para o Supremo Tribunal de Justiça ou, pelo contrário, de executar a decisão do tribunal e conceder a residência à pessoa em causa. Nos termos do Código de Procedimento Administrativo espanhol, o recurso judicial pode ser interposto no prazo de dois meses a contar da data de recepção da carta de recusa.

O recurso judicial é analisado por um juiz, para que os direitos da pessoa sejam mais bem protegidos. O juiz, na qualidade de terceiro, analisará todo o pedido para determinar qual das partes tem razão. Por conseguinte, não está vinculado às directrizes do Departamento de Imigração e é livre de apresentar os seus próprios argumentos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here