Se um trabalhador se despedir subitamente, o empregador pode pedir uma indemnização?

0
81

Os trabalhadores podem demitir-se sem motivo

Todos são livres de escolher o seu posto de trabalho preferido. Por conseguinte, a legislação laboral estabelece que os trabalhadores podem demitir-se por vontade própria sem dar qualquer motivo. Naturalmente, para evitar prejuízos para o empregador, a lei exige que o trabalhador deve avisar.

A lei não especifica a quantidade de aviso prévio que os trabalhadores precisam de dar, mas apenas que deve ser em de acordo com as práticas do sector ou acordos laborais. Uma vez que, por defeito, o empregador tem de dar um aviso prévio de 15 dias para despedir um trabalhador, é também geralmente acordado que o trabalhador deve também avisar com 15 dias de antecedência para se demitir.

Além disso, o contrato de trabalho assinado pelo trabalhador e pelo empregador pode estabelecer regras específicas.

O que acontece se um trabalhador não der aviso prévio?

Se o trabalhador não cumprir o seu dever de aviso prévio, o empregador tem o direito de exigir uma indemnização. O montante da indemnização é igual ao salário correspondente ao número de dias sem aviso prévio. O empregador pode deduzir a indemnização pela falta de aviso prévio ao calcular as férias do trabalhador e o montante dos salários não pagos.

Por exemplo, se o trabalhador apenas avisar com 5 dias de antecedência que não irá trabalhar, terá de indemnizar 10 dias adicionais de salário, e assim sucessivamente.

A empresa pode proibir um trabalhador de sair?

Não. A legislação laboral estabelece que uma empresa não pode obrigar um trabalhador a trabalhar. Qualquer trabalhador é livre de se despedir.

No entanto, a lei estabelece que a empresa pode assinar com um trabalhador um serviço mínimo cláusula. Esta cláusula só se aplica se a empresa tiver efectuado uma contribuição para o fundo de pensões do trabalhador formação ou educação. Por exemplo, se a empresa pagar o estudo ou o programa de formação do trabalhador, neste caso, pode ser assinada uma cláusula com o trabalhador para que este não seja autorizado a deixar a empresa durante um determinado período de tempo.

A lei estabelece que os termos do período mínimo de serviço não podem exceder 2 anos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here